Logo Fundação biblioteca digital do alentejo uma janela aberta para a cultura alentejana bda

LOPES PRAÇA, José Joaquim

(n. Castedo - Vila Real - em 1844; m. 1920)

 

Escritor. Os pais destinavam-no à carreira eclesiástica, estudando no preparatório em Braga e chegou ainda a estudar Teologia e Direito na Universidade de Coimbra, mas licenciando-se em Direito a 4 de Julho de 1869.

 

Foi professor de português, latim, francês e economia rural em Montemor-o-Novo. Porém, ainda esteve em Viseu a reger o curso de 2.º ano de História, Cronologia, Geografia e Português no Liceu. Prestou serviço no Liceu Central de Lisboa e, em 17 de Janeiro de 1882, passou também a leccionar na Faculdade de Direito de Coimbra, que regeu até ser jubilado. Foi sócio do Instituto de Coimbra e sócio honorário da Associação dos Artistas da mesma cidade.

 

Foi colaborador de vários jornais em assuntos literários e científicos e redactor da Academia e do Jornal Literário, ambos de Coimbra. Tentou a publicação de Estudos históricos, jurídicos e económicos de Montemor-o-Novo, de que saíram apenas os dois primeiros tomos. A sua obra principal foi a História da Filosofia em Portugal nas suas relações com o movimento geral da Filosofia (Coimbra, 1868) de que se publicou o 1.º tomo, compreendendo: 1.º) Filósofos portugueses desde o começo da Monarquia até Silvestre Pinheiro Ferreira; 2.º) Filosofia das nossas escolas desde o começo da Monarquia até ao ano de 1844, e 3.º) Ligeiro esboço do movimento geral da Filosofia, desde a Idade-Média até ao fim do século XVIII. Publicou ainda: Documentos comprovativos da História da Filosofia; Direito Constitucional Português em 3 tomos (Coimbra, 1878-1880); Teses selectas de Direito (Coimbra, 1869) em português e latim; Ensaio sobre o Padroado Português, dissertação inaugural para o acto de conclusões magnas (Coimbra, 1869); O Catolicismo e as Nações Católicas - Das Liberdades da Igreja Portuguesa (Coimbra, 1811), dissertação para o concurso ao magistério da Faculdade de Direito de Coimbra; A Mulher e a Vida ou a Mulher considerada sob os principais aspectos (Coimbra, 1872); Sobre a rescisão do contrato de compra e venda por lesão e vícios redibitórios, dissertação para o concurso de um lugar de lente substituto na Faculdade de Direito de Coimbra (Coimbra, 1870); Compromisso da Santa Casa da Misericórdia de Montemor-o-Novo (Coimbra).

 

 

 

 

 

In Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. Lisboa; Rio de Janeiro: Editorial Enciclopédia Lda., [195-]. Vol. XV, p. 452.

 

Publicado:

2007-10-22 09:15:17

   
Um Projecto Fundação Alentejo-Terra Mãe Projecto Financiado Pela União Europeia Pos Conhecimento